Publicado 24 de Setembro de 2020 - 22h42

Por AFP

O técnico argentino Ramón Díaz deixou o comando do paraguaio Libertad nesta quinta-feira após a derrota para o Caracas FC na Copa Libertadores, e a poucos dias do duelo com o Boca Juniors, em Buenos Aires, pelo Grupo H.

"O professor Ramón Díaz não é mais o treinador do Libertad. Agradecemos pelo seu profissionalismo e o da sua comissão técnica e lhe desejamos o maior sucesso nos seus próximos desafios", afirmou o clube no Twitter.

"Decidimos aceitar a renúncia de Díaz, que nos agradeceu por tudo o que o Libertad deu a ele, mas depois do intervalo (devido à pandemia) não éramos mais o mesmo time", disse Rubén Di Tore, presidente do clube, a jornalistas.

O ex-técnico do River Plate e da seleção paraguaia assumiu o comando do Libertad no final do ano passado e no total liderou 22 jogos: 13 vitórias, 3 empates e 6 derrotas.

O Libertad sofreu duas derrotas consecutivas após a retomada da Libertadores no dia 15 deste mês.

Perdeu em Assunção para o Boca Juniors por 2 a 0 e na quarta-feira por 2 a 1 para o Caracas FC, permanecendo na terceira posição com 6 pontos em quatro jogos, um atrás exatamente dos "xeneizes" e dos venezuelanos.

Na próxima terça-feira, o Libertad deve enfrentar o Boca Juniors, no estádio de La Bombonera, pela quinta rodada.

No campeonato nacional, o Libertad perdeu a liderança do campeonato Apertura e caiu para a terceira posição faltando duas rodadas para o fim do torneio, que poderá ter o Cerro Porteño como campeão.

hro/cl/aam

Escrito por:

AFP