Publicado 23 de Setembro de 2020 - 18h13

Por AFP

O Flamengo pediu o adiamento do duelo contra o Palmeiras no próximo domingo, pelo Campeonato Brasileiro, devido ao contágio de sete de seus jogadores pelo novo coronavírus já antes da partida da Libertadores, que disputou na terça-feira, no Equador.

O time carioca, atual campeão brasileiro e da Libertadores, fez o pedido na noite de terça diante da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), informou o secretário-geral da entidade, Walter Fedman, em entrevista nesta quarta-feira para a rádio Bandeirantes.

"Ontem à noite recebemos a oficialização" do pedido de adiamento da partida, marcada para a tarde de domingo, no Allianz Parque, em São Paulo, disse Fedman.

O dirigente se opôs ao reagendamento, argumentando que a CBF permitia que os times inscrevessem até 40 jogadores, antecipando casos como o do Flamengo.

"Se tiver quantidade mínima suficiente para entrar em campo, entra em campo", afirmou. "Evidentemente tem plantel para entrar em campo, fazer substituição e o jogo deve acontecer", declarou ele.

O futebol foi suspenso em março no Brasil, o segundo país com mais mortes em números absolutos e o terceiro com mais infecções por covid-19. E desde seu reinício gradual em junho, quase 300 jogos foram disputados nas quatro divisões, explicou Fedman.

"Quando um clube tem os seus infectados, ele separa (jogadores) e continua jogando", garantiu. "Todos são tratados de forma absolutamente igualitária".

O Palmeiras também se opôs a um eventual adiamento. "O protocolo adotado para a competição contempla situações desse tipo. Não há, portanto, motivos para o jogo não acontecer", declarou o presidente Mauricio Galiotte, em mensagem no Twitter oficial do clube.

O Flamengo noticiou entre domingo e terça-feira o contágio de sete de seus atletas, um médico e um funcionário que se preparavam no Equador para o duelo contra o Barcelona em Guayaquil pela Libertadores.

Os desfalques por conta da nova pneumonia se somaram a um jogador que cumpre suspensão após ser expulso e outro machucado, o que reduziu consideravelmente seu elenco para o duelo do torneio sul-americano, que apesar de tudo o Flamengo venceu por 2 a 1 e ficou em segundo no Grupo A. O time rubro-negro teve que recorrer a quatro jogadores que vieram do Brasil.

Além dos contratempos físicos, sanitários e disciplinares sofridos no Equador, em solo brasileiro outra dupla de jogadores está lesionada, num total de pelo menos onze jogadores descartados - entre titulares e reservas - para o duelo contra o Palmeiras.

Com dez jogos disputados, o Flamengo é sexto na classificação do Brasileirão com 17 pontos, um a menos que o Palmeiras, que está em quarto lugar.

raa/js/ol/aam

Twitter

Escrito por:

AFP