Publicado 22 de Setembro de 2020 - 15h52

Por AFP

Acusações cruzadas de racismo, descoberta de vídeos incriminatórios e Neymar e Álvaro González no centro de todas as polêmicas: mais elementos surgem sobre as confusões registradas na partida entre PSG e Olympique Marselha, disputada em 13 de setembro pelo Campeonato Francês e manchada pela violência e suas cinco expulsões.

Nesta terça-feira, nove dias depois de um jogo agitado que terminou vitória por 1 a 0 para a equipe de Marselha, a última polêmica vem da cidade mediterrânea: Neymar, que declarou ter sofrido insultos racistas, também se dirigiu ao lateral japonês Hiroki Sakai de forma preconceituosa, disse à AFP nesta terça-feira uma fonte próxima ao clube local.

O Olympique teria imagens em que Neymar insultaria Sakai, destacou a fonte, confirmando informações da rádio espanhola Cadena Cope.

Os insultos de Neymar, de cunho racista, teriam sido pronunciados duas vezes pelo jogador do PSG.

"Não comentamos" este caso, reagiu um porta-voz do time da cidade de Marselha.

"Confiamos a nossa experiência e análise ao instrutor" da LFP, acrescentou.

A imprensa brasileira, francesa e espanhola entraram no circo entre vídeos, redes sociais e reações dos clubes.

Na segunda-feira, segundo a imprensa brasileira, o PSG enviou imagens à Liga Francesa de Futebol (LFP) com a suposta prova de que Neymar foi submetido a insultos racistas do zagueiro espanhol Álvaro González.

No trecho do vídeo, de acordo com especialistas em leitura labial, o zagueiro do Olympique chama o atacante da equipe de Paris de "macaco". O PSG ainda não se pronunciou sobre essa informação.

As imagens enviadas seriam as mesmas do programa Esporte Espetacular, da Rede Globo, exibido no domingo.

Três especialistas em leitura labial analisaram uma sequência na qual os dois jogadores discutiram.

Os analistas garantem que González chama Neymar de "macaco" no momento em que a câmera o focaliza. Neymar, segundo especialistas, responde em português, em várias ocasiões, "Isso é racismo!" Mais tarde, em espanhol, ele disse: "Você é racista".

A comissão disciplinar, que já sancionou os cinco que participaram da briga e foram expulsos, deve se pronunciar sobre as denúncias de racismo. De acordo com os regulamentos, "comportamento racista / discriminatório pode levar a 10 jogos de suspensão."

Por outro lado, uma emisora de televisão espanhola afirmou que Neymar fez insultos homofóbicos contra Álvaro. Além disso, o argentino Ángel Di María, acusado de cuspir em Álvaro, comparece esta quarta-feira perante a comissão disciplinar da LFP.

Escrito por:

AFP