Publicado 21 de Setembro de 2020 - 19h38

Por AFP

A justiça da Bulgária condenou nesta segunda-feira a prisão perpétua dois libaneses acusados de participação em um atentado contra um ônibus que transportava turistas israelenses em 2012 e atribuído ao movimento xiita libanês Hezbollah.

O atentado com uma bomba no aeroporto de Bourgas, balneário na costa búlgara do Mar Negro, deixou seis mortos, cinco turistas israelenses e o motorista búlgaro. O suposto autor do ataque, um franco-libanês de 23 anos, morreu na explosão.

bur-vs/bg/zm/pc/fp

Escrito por:

AFP