Publicado 21 de Setembro de 2020 - 19h30

Por AFP

Os mercados financeiros europeus poderão continuar utilizando as câmaras de compensação de Londres depois do período de transição posterior ao Brexit, para evitar qualquer risco de instabilidade financeira, decidiu a Comissão Europeia nesta segunda-feira.

Por esta decisão os bancos e outras instituições financeiras europeias poderão recorrer às câmaras londrinas de compensação por um período de 18 meses a partir de 1 de janeiro de 2021.

"Adotamos esta decisão para proteger nossa estabilidade financeira", destacou o vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, em um comunicado oficial.

"Esta decisão de duração determinada dá aos agentes do mercado da UE o tempo para reduzir sua exposição excessiva às câmaras de compensação do Reino Unido", completou.

O Reino Unido, que saiu formalmente da UE em 31 de janeiro, aplicará as normas da UE até 31 de dezembro de 2020, um período de transição durante o qual Londres e Bruxelas esperam chegar a um acordo comercial que regulamente sua futura relação.

A próxima etapa oficial de negociações sobre o acordo acontecerá em Bruxelas a partir de 28 de setembro.

zap/fmi/ahg/zm/fp

Escrito por:

AFP