Publicado 03 de Agosto de 2020 - 16h18

Por Adagoberto F. Baptista

Maria Teresa Costa

Da Agência Anhanguera

[email protected]

As regiões sudoeste e noroeste de Campinas registram o maior crescimento no número de mortes pela Covid-19 e têm também as maiores taxas de mortalidade da cidade, segundo boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde. Na sudoeste foram registradas 78,8 mortes por 100 mil habitantes e na noroeste, 72,8. Mas a maior letalidade (proporção de óbitos por casos confirmados) está na região sul, com taxa de 4,3% e que vem concentrando, já há algumas semanas, o maior número de casos e mortes - tem agora 4.098 confirmações da doença e 178 óbitos.

Isso mostra, segundo o secretário de Saúde, Carmino de Souza, que as áreas mais vulneráveis têm a maior mortalidade e por isso, a necessidade de investimento do governo. Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde, divulgado ontem, que analisa a pandemia em Campinas até o dia 28 de julho, quando a cidade somava 16.926 casos confirmados e 666 mortes.

Ontem teve início a segunda fase do inquérito sorológico de base populacional, que testará 2 mil pessoas em todas as regiões da cidade, para avaliar o grau de vulnerabilidade da população ao coronavírus. Na primeira fase, o inquérito mostrou que 2,2% da população já havia se contaminado, mesmo sem saber, e se esse percentual se repetir, indicará que em Campinas cerca de 80 mil pessoas já foram infectadas pelo coronavírus.

De acordo com o prefeito Jonas Donizette (PSB), o inquérito vai mostrar onde será necessária maior atenção e intervenção do governo para reduzir a disseminação do vírus. “As áreas apontadas na primeira fase foram as que já receberam maior investimento”, afirmou.

Na Sudoeste, onde estão bairros como Jardim Capivari, DICs, Vila União, foram registradas 136 mortes pela Covid-19 até 28 de julho - nessa área foram confirmados 3.456 casos de infecção pelo novo coronavírus, com 136 mortes, o que significa que 3,9% dos infectados morreram. Na Noroeste, que abrange Ipaussurama, Valença, Campina Grande, Satélite Iris, entre outros, o número de casos confirmados é de 3.456, com 113 óbitos, uma letalidade de 4,2%.

A região sul, formada por bairros como São Bernardo, Oziel, Campo Belo, tem taxa de mortalidade de 48,8 por 100 mil habitantes e uma proporção de 4,3% mortes por casos confirmados. Na leste (Centro, Taquaral, Sousas, Joaquim Egídio), são 3.451 casos confirmados e 141 mortes - taxa de mortalidade de 32,4 por 100 mil habitantes e letalidade de 4,1%. Na região norte (Barão Geraldo, Boa Vista) são 3.124 confirmações da doença, com 98 mortes - taxa de mortalidade de 37 por 100 mil habitantes e uma letalidade de 3,1.

A Covid-19 em Campinas

Região Casos Mortes Letalidade Mortalidade/100 mil hb.

Sudoeste 3.456 136 3,9 78,8

Sul 4.098 178 4,3 48,8

Leste 3.451 141 4,1 32,4

Noroeste 2.695 113 4,2 72,8

Norte 3.121 98 3,1 37

Fonte: Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde

Escrito por:

Adagoberto F. Baptista