Publicado 26 de Agosto de 2020 - 14h15

Por Alenita Ramirez

PM vai parar na delegacia por falta de máscara

Wagner Souza/AAN

PM vai parar na delegacia por falta de máscara

Um policial militar teve que prestar depoimento na delegacia porque foi flagrado sem máscara de proteção e se recusou a apresentar a carteira de identidade para ser multado. O caso ocorreu na região central de Campinas, na tarde de segunda-feira. O policial estava de folga e com a família. Além da desobediência ao decreto municipal, ele também ameaçou o guarda que o abordou. Foi registrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e o comando da PM informou via nota que vai apurar a conduta do policial. Até ontem, 140 pessoas foram multadas na cidade.

De acordo com o registro na Polícia Civil, o policial transitava na Rua Álvares Machado, próximo ao Terminal Central, sem máscara, quando foi abordado por guardas municipais que o orientaram sobre a falta do equipamento de segurança. Decreto municipal publicado no último dia 19 prevê multa de R$ 100,00 ou o valor equivalente em produtos da cesta básica para quem não utilizar máscara nas ruas, em locais públicos, transporte e no interior dos estabelecimentos autorizados a funcionar nesta fase da quarentena em Campinas.

O policial se apresentou como policial e ainda se colocou em hierarquia superior à do guarda e se recusou a obedecer ao pedido do GM. Ainda conforme o registro, foi embora com a família em direção a um estacionamento. O guarda então avisou o comando, cuja base fica nas proximidades do Terminal Central.

O policial foi abordado, já no veículo, na Rua Ferreira Penteado. Diante da resistência, a polícia militar foi acionada para prestar apoio na abordagem. O caso foi registrado no plantão da 1º Delegacia da Polícia Civil, onde foi elaborada autuação por infração do artigo 1º do Decreto Municipal nº 21.007. "A Guarda Municipal de Campinas encaminhou o caso de uma pessoa que recusou a se identificar, ao ser flagrada sem o uso da máscara de proteção e ameaçou a equipe", informou a Prefeitura via nota. A PM confirma que foi acionada.

Escrito por:

Alenita Ramirez