Publicado 26 de Agosto de 2020 - 14h02

Por Alenita Ramirez

Antônio Adalto da Rocha foi achado com as mãos amarradas e a boca amordaçada, na sala de sua casa

Divulgação

Antônio Adalto da Rocha foi achado com as mãos amarradas e a boca amordaçada, na sala de sua casa

Um homem de 61 anos foi assassinado durante um assalto, na noite da última segunda-feira, em Nova Odessa. Antônio Adalto da Rocha foi achado com as mãos amarradas e a boca amordaçada, na sala de sua casa. Este é o primeiro latrocínio (roubo seguido de morte) na cidade e o 13° na região de Campinas este ano. A Polícia Civil pede ajuda para identificar os criminosos. O caso ocorreu na Rua Alexandre Bassora, no Parque Triunfo, por volta das 22h30. Rocha morava sozinho. A Polícia Militar foi acionada por um vizinho que estranhou o barulho do alarme da casa.

Ao chegarem na casa da vítima, os policiais encontraram a chave do portão no contrapiso e a usaram para abrir o imóvel. O corpo foi achado na sala com as mãos amarradas com cadarço de sapato e a boca amordaçada com fita adesiva. Sobre a cabeça havia um cobertor envolto. No corpo havia vários golpes superficiais, supostamente de faca ou tesoura, além de sinais de espancamento na cabeça. A polícia chegou a acionar uma ambulância e a vítima levada ao Hospital Municipal, mas não resistiu aos ferimentos. A suspeita que é a vítima tenha sido assassinada por espancamento ou esganadura. A Polícia Científica esteve no local para perícia.

Foram levados da residência dois televisores e um veículo Honda City 2017 com placa de Nova Odessa. Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Americana e do Setor de Investigações Gerais (SIG) de Nova Odessa apuram o crime. Até então, a polícia obteve a informação de que a um rapaz estaria envolvido no crime, mas há suspeitas da participação de mais criminosos. O imóvel não foi arrombado o que leva a polícia acreditar que o ou os autores tenha se passado por visitas da vítima. Informações: 3466-1399.

Escrito por:

Alenita Ramirez