Publicado 28 de Agosto de 2020 - 14h33

Por AFP

A gigante americana dos cassinos, MGM Resorts International, afetada pelo confinamento ou pela baixa atividade de seus estabelecimentos devido à pandemia de coronavírus, anunciou nesta sexta-feira (28) a demissão permanente nos Estados Unidos de 18.000 pessoas já em paralisação técnica.

"Apesar de retomarmos nossas atividades com total segurança em boa parte de nossos estabelecimentos e recontratarmos dezenas de milhares de pessoas, nosso setor -e nosso país- continua afetado pela pandemia e não voltamos à nossa total capacidade operacional", explicou o diretor-geral da empresa, Bill Hornbuckle, em uma mensagem aos funcionários que a AFP teve acesso.

"A lei federal exige que as empresas deem uma data de demissão" para os funcionários em paralisação técnico "que não serão recontratados em seis meses", disse o CEO da empresa.

"Lamentavelmente, 31 de agosto é a data de demissão para milhares de trabalhadores da MGM Resorts que não podemos recontratar ainda", resumiu.

jum/Dt/sdu/mr/gma/aa

MGM RESORTS INTERNATIONAL

Escrito por:

AFP