Publicado 28 de Agosto de 2020 - 11h43

Por Estadão Conteúdo

O índice de atividade industrial elaborado pelo Instituto para a Gestão da Oferta (ISM, na sigla em inglês) de Chicago caiu de 51,9 em julho para 51,2 em agosto, contrariando as expectativas dos economistas ouvidos pelo Wall Street Journal, que previam avanço a 52,5. O resultado, entretanto, permaneceu acima da marca 50, que separa a contração da expansão.

Segundo o ISM, "evidências sugerem que os setores industriais e de agricultura foram os mais afetados e estão apenas se recuperando devagar, enquanto o setor médico está indo muito bem".

O ISM Chicago observa que a produção aumentou em agosto e atingiu o maior nível desde junho de 2019.

Escrito por:

Estadão Conteúdo