Publicado 27 de Agosto de 2020 - 14h53

Por AFP

Os viajantes que chegarem ao Reino Unido vindos de Cuba ficarão isentos da quarentena de 14 dias para o coronavírus, informou quinta-feira o governo britânico, que impôs a medida à Suíça, Jamaica e República Tcheca.

"Os dados mostram que agora podemos adicionar Cuba aos países incluídos nos corredores de viagens", anunciou o ministro dos Transportes, Grant Schapps, no Twitter, especificando que a medida entrará em vigor no sábado.

No entanto, ele alertou que "como todos os países com os quais existem pontes aéreas (...) as coisas podem mudar rapidamente".

Ele pediu aos britânicos que viajam "apenas se se contentassem com uma quarentena inesperada de 14 dias no retorno".

É o que vai acontecer com quem vier ao país da Suíça, Jamaica e República Tcheca, que serão retirados da lista de países seguros a partir de sábado.

Essa quarentena, que tem o objetivo de "manter baixo o nível de infecções", foi repentinamente imposta aos viajantes da França em meados de agosto e aos da Espanha no final de julho.

No entanto, foi suprimido na semana passada para Portugal, diante do menor nível de infecções no país.

Londres havia estabelecido essa quarentena em junho para todas as pessoas que entravam no país, tanto estrangeiras quanto britânicas. Mas, com o descontentamento geral, mais tarde optou por isentar alguns países com base na prevalência do coronavírus.

País mais atingido na Europa pela pandemia, com 41.477 mortes confirmadas de COVID-19, o Reino Unido viu seu número de infecções aumentar nas últimas semanas e na quinta-feira 1.522 novos casos foram registrados em 24 horas, o maior número desde o meio de junho.

acc/mb/cc

Escrito por:

AFP