Publicado 27 de Agosto de 2020 - 14h13

Por AFP

A companhia aérea chileno-brasileira LATAM anunciou nesta quinta-feira (27) a retomada das rotas internacionais de Santiago do Chile a Montevidéu, Nova York e Los Angeles, em um momento de reabertura gradual de suas operações, após suspender 95% dos voos em março por causa do coronavírus.

A empresa continua a reincorporar os destinos, e também aumentará a frequência da rota entre a capital chilena e Madri com até três voos semanais, seguindo a mesma medida aplicada para os voos entre São Paulo (Brasil) e Nova York, conforme informado em comunicado.

A LATAM, que em agosto registrou queda de 75,9% em sua receita do segundo trimestre, vem recuperando gradativamente suas operações internacionais e aumentando os fluxos internos nos países sul-americanos onde atua.

No Chile, a empresa incorporará 11 rotas com a ideia de atingir 35 frequências diárias no território durante o mês de setembro.

No Brasil, espera passar de 171 para 243 voos diários entre 44 destinos; no Peru, serão sete destinos operados com saída e chegada de Lima; e no Equador aumentará as frequências semanais de voos em 50% em comparação a agosto.

Além disso, a LATAM espera retomar as operações de oito destinos na Colômbia.

A empresa adaptou os protocolos de saúde nos seus voos e condicionou-os às restrições de cada país, medidas que podem alterar os planos da companhia aérea em caso de mudanças por parte de cada governo.

Antes da pandemia, a LATAM voava para 145 destinos em 26 países. A empresa tinha mais de 42.000 funcionários e operava aproximadamente 1.400 voos diários, transportando mais de 74 milhões de passageiros anualmente.

apg/pa/piz/bn/tt

LATAM AIRLINES GROUP

Escrito por:

AFP