Publicado 27 de Agosto de 2020 - 13h55

Por AFP

O atacante Thomas Müller, do Bayern de Munique, fez uma brincadeira sobre a possibilidade de Lionel Messi trocar o Barcelona pelo time alemão, lembrando que o clube não tem como arcar com o salário do jogador argentino

"Falei com nosso diretor financeiro uma ou duas vezes nos últimos meses. E acho que não há nada que possamos fazer", brincou o atacante, após ser questionado sobre essa possibilidade durante um evento publicitário em Munique.

Müller se referia ao alto salário de Messi, estimado em cerca de 50 milhões de euros por ano, quase três vezes mais que o das estrelas do Bayern: o próprio Müller, Robert Lewandowski e Manuel Neuer.

Considerando Messi "um dos melhores jogadores de futebol do planeta", o atacante afirmou que esperava que mais cedo ou mais tarde o argentino deixasse o clube onde começou sua carreira profissional.

"O fato de uma certa mudança estar acontecendo agora pode ser interessante para o mundo do futebol. Além dos torcedores do Barcelona, que consigo compreender, ninguém vê esta saída com um olhar crítico. As pessoas estão curiosas para saber quais serão os novos caminhos que vão surgir", acrescentou o jogador, que recentemente conquistou a Liga dos Campeões, eliminando nas quartas de final o time de Messi com uma goleada história de 8 a 2.

O presidente do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge, disse ao jornal italiano Tuttosport que seu clube não poderia "pagar um jogador desse tamanho. Isso não faz parte da nossa política e da nossa filosofia".

Entre os poucos pretendentes capazes ter em seu elenco o craque de 33 anos estão o Manchester City, treinado por Pep Guardiola, o PSG com suas estrelas Neymar e Kylian Mbappé ou a Inter de Milão, apoiado por seu rico proprietário chinês.

No entanto, o Barcelona não se pronunciou e pretende usar todos os meios legais ao seu dispor para que Messi respeite o seu contrato, que inicialmente estava previsto para ser concluído em junho de 2021.

dac/ilp/dif/gh/lca

Escrito por:

AFP