Publicado 27 de Agosto de 2020 - 13h13

Por AFP

Na Espanha, as crianças maiores de seis anos deverão usar máscara todo tempo na escola - anunciou o governo nesta quinta-feira (27), apostando na educação presencial, apesar dos novos surtos da pandemia de COVID-19.

"O uso de máscara será obrigatório com caráter geral, a partir dos 6 anos de idade, independentemente da manutenção das distâncias", declarou a ministra da Educação, Isabel Celáa.

O objetivo do governo é que as crianças compareçam às aulas e deixem o ensino remoto instaurado desde março até o final do curso anterior.

"Buscamos a presença de todos os alunos", disse Celáa.

Nos últimos dias, inúmeras críticas surgiram na Espanha pela falta de protocolos para um retorno às escolas seguro e pela ausência de coordenação entre as 17 regiões, que dispõem de competências educacionais e estabeleceram medidas diferentes.

Cantabria (norte), por exemplo, gerou polêmica ao impor a máscara desde os três anos, enquanto a Catalunha (nordeste) tornou seu uso obrigatório apenas para maiores de 12 anos.

Além disso, o governo pede para que a distância de 1,5 metro seja respeitada entre os alunos e estabelece grupos de convivência reduzidos para os mais novos, para que possam brincar entre si sem manter essa separação.

Também impõe a higienização das mãos cinco vezes ao dia, a verificação de temperatura diária dos alunos e a ventilação frequente nas aulas.

Desde meados de março, as escolas permaneceram fechadas na Espanha. O país impôs um dos confinamentos mais rigorosos do mundo, especialmente para as crianças, que ficaram seis semanas sem poder sair de casa.

Nesta semana, o total de casos na Espanha passou de 400.000 em uma população de 47 milhões, com 29 mil mortos. O número de pessoas internadas e de óbitos também não para de crescer no país.

Neste contexto, as autoridades regionais continuam ampliando as restrições.

A prefeitura de Madri anunciou, nesta quinta-feira, o fechamento dos parques à noite, e das piscinas, a partir de 1o de setembro. As ilhas Baleares decidiram proibir o acesso noturno às praias e impor o uso de máscara nas empresas.

dbh-mg/pmr/mb/aa/tt

Escrito por:

AFP