Publicado 27 de Agosto de 2020 - 7h02

Por AFP

A Suíça entrou em recessão depois de registrar pelo segundo trimestre consecutivo uma contração do Produto Interno Bruto (PIB), que nos últimos três meses sofreu uma queda "histórica" de 8,2% devido à pandemia de coronavírus, anunciou a Secretaria de Estado de Economia (Seco).

No primeiro trimestre, o PIB caiu 2,5% na comparação com os três meses precedentes, informou a Secretaria em um comunicado, o que representa uma leve revisão da estimativa inicial.

Em um primeiro momento, o cálculo para o primeiro trimestre foi de queda de 2,6% da atividade.

"No segundo trimestre, o PIB da Suíça sofreu a maior queda desde o início dos registros dos dados trimestrais em 1980", indicou a Seco, que considera o retrocesso "relativamente limitado na comparação com outros países".

O setor farmacêutico, o que mais pesa na balança comercial do país, permitiu frear a queda expressiva em outras áreas da economia suíça muito mais sensíveis à conjuntura, como os setores de máquinas ou relógios, que "sofreram muito com a crise econômica internacional", explicou a Seco.

Com as medidas de luta contra a pandemia, o setor mais afetado foi o de serviços (hotéis, restaurantes, transporte).

Os gastos das famílias também foram afetados e o país registrou o fechamento de estabelecimentos comerciais.

Para todo o semestre, a queda acumulada do PIB alcançou 10,5% na comparação com o quarto trimestre do ano passado, indicou a Seco.

noo/af/dga/mis/af/fp

Escrito por:

AFP