Publicado 26 de Agosto de 2020 - 15h43

Por AFP

O zagueiro da seleção inglesa Harry Maguire, condenado na terça-feira a 21 meses e 10 dias de prisão na Grécia por agressão, insultos e tentativa de corrupção contra policiais, recorreu da sentença, anunciou seu clube, o Manchester United, nesta quarta-feira.

"Um recurso contra o veredito de ontem (terça-feira) foi apresentado na manhã desta quarta-feira pela equipe de advogados de Harry", anunciou um porta-voz do clube de Manchester.

"De acordo com os procedimentos do tribunal grego, a interposição de um recurso anula o veredito inicial. O recurso foi aceito e levará a um novo julgamento em um tribunal superior. Isso significa que Harry é novamente considerado inocente e não está sujeito a quaisquer restrições de viagens internacionais", especificou.

De férias em Mykonos, o zagueiro mais caro do mundo - o United o contratou há um ano por 87 milhões de euros (cerca de 103 milhões de dólares) - foi preso na noite de quinta-feira passada com seu irmão e um amigo após se envolver em uma briga com outros turistas, seguida de uma confusão com a polícia grega e cidadãos locais.

Libertado após passar duas noites na prisão, ele foi condenado a 21 meses e 10 dias de prisão condicional.

Pouco depois do anúncio da decisão, a Federação Inglesa de Futebol (FA) retirou Maguire da lista de jogadores convocados para os jogos da Liga das Nações em setembro contra a Dinamarca e a Islândia.

jw/chc/jr/iga/aam

MANCHESTER UNITED

Escrito por:

AFP