Publicado 26 de Agosto de 2020 - 13h13

Por AFP

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) terá acesso a dois locais iranianos, suspeitos de manterem atividade nuclear - informaram a agência e Teerã, em um comunicado conjunto divulgado nesta quarta-feira (26).

"O Irã concede voluntariamente à AIEA acesso a dois sítios que a agência reivindicava", diz o comunicado.

"Foram acordadas as datas de acesso e as atividades de verificação da AIEA", acrescenta o texto, sem mais detalhes.

O diretor da agência, o argentino Mariano Grossi, encerrou hoje sua visita ao Irã. Esta foi sua primeira viagem ao país desde que assumiu o cargo, em 2019.

O conselho de governadores da AIEA, com sede em Viena, adotou em junho uma resolução proposta por vários Estados europeus, pedindo a Teerã que desse livre acesso a seus inspetores. O objetivo é esclarecer se atividades nucleares não declaradas ocorreram nesses dois locais no início dos anos 2000.

Até agora, o Irã vinha-se recusando a responder favoravelmente aos pedidos da AIEA, alegando que eram feitos com base em alegações de Israel.

Grossi conseguiu negociar a visita ao Irã em plena tensão entre os Estados Unidos e seus aliados europeus diante da tentativa de Washington de manter um embargo de armas contra Teerã e de reimpor as sanções da ONU.

Ontem, o Conselho de Segurança da ONU rejeitou a proposta de reimposição de sanções solicitada pelos Estados Unidos.

bg/lpt/jz/mb/tt

Escrito por:

AFP