Publicado 25 de Agosto de 2020 - 17h13

Por AFP

O capitão do Manchester United, Harry Maguire, foi condenado a 21 meses e 10 dias de prisão por "agressão" e "insultos" por um tribunal da ilha grega de Syros, informou uma fonte judicial nesta terça-feira.

Maguire, julgado em flagrante delito após brigar em uma boate de Mykonos, anunciou em um comunicado que vai recorrer da sentença. Ausente do julgamento, o zagueiro foi considerado culpado de todas as acusações: "agressão contra representantes do Estado", "lesões corporais", "injúrias verbais" e "tentativa de corrupção".

Maguire foi detido na noite de quinta-feira passada com seu irmão e um amigo após uma briga em uma boate que incluiu um ataque a policiais gregos.

Ele ficou preso durante duas noites antes de ser libertado.

"Após a audiência de hoje, instrui meus advogados a informarem imediatamente ao tribunal que vou entrar com um recurso", disse Maguire.

"Estou confiante em nossa inocência. Minha família, meus amigos e eu somos as vítimas neste caso", acrescentou o jogador.

Apesar do incidente, mais cedo nesta terça o técnico da seleção da Inglaterra, Gareth Southgate, incluiu Maguire em sua lista de 24 jogadores convocados para as partidas contra Islândia e Dinamarca no início da Liga das Nações, nos dias 5 e 8 de setembro.

"Não é uma decisão óbvia. Falei com Harry, ele tem uma visão do caso muito diferente da que ouvimos. Não podemos basear as decisões nos fatos que eles nos informam", disse o treinador.

"Se os fatos ou as informações mudarem, terei que reconsiderar minha decisão, mas tenho uma relação fantástica com esse rapaz, ele é um personagem formidável para nós. Ele tem o meu apoio neste momento", acrescentou.

Porém, mais tarde a federação inglesa anunciou que o zagueiro central está fora da lista de convocados da seleção da Inglaterra.

O prazo do recurso de Maguire pode se tornar um problema tanto para a seleção inglesa quanto para o United, que o contratou ao Leicester por um valor próximo a 87 milhões de euros (102 milhões de dólares) no verão europeu passado.

Eliminado nas semifinais da Liga Europa pelo Sevilla (2-1), o Manchester United conseguiu um adiamento de seu primeiro jogo na Premier League. Por isso não vai estrear no dia 12 de setembro. O time fará isso uma semana depois, quando vai receber o Crystal Palace.

str-mr/chv/pm/aam

Escrito por:

AFP