Publicado 25 de Agosto de 2020 - 17h02

Por AFP

O ex-craque Ronaldinho Gaúcho chegou ao Rio de Janeiro nesta terça-feira depois de passar os últimos cinco meses e meio detido no Paraguai acusado de usar passaporte falso, mostrou a televisão.

Ronaldinho desembarcou pouco antes das 16h30 em um voo particular no aeroporto internacional do Rio de Janeiro vindo de Assunção, na companhia de seu irmão Roberto de Assis, que também foi detido no Paraguai pelo mesmo motivo.

O ex-número 1 do mundo foi libertado na segunda-feira por um juiz paraguaio após pagar uma multa de 90.000 dólares.

O ex-craque do Barcelona, PSG e Milan, entre outros, e seu irmão Roberto de Assis Moreira, também libertado no mesmo caso, passaram um total de 171 dias presos, sendo que ficaram os últimos 140 em um hotel de quatro estrelas na capital paraguaia que foi usado como prisão domiciliar.

Ronaldinho, de 40 anos, "tem disponibilidade gratuita para viajar ao país do mundo que quiser, mas tem que nos avisar se vai mudar de endereço fixo" pelo período de um ano, afirmou o juiz do caso, Gustavo Amarilla, durante a audiência televisionada em que ele lhe aplicou a multa de 90.000 dólares e de 110.000 dólares ao seu irmão.

"A partir de agora, a medida cautelar de prisão está suspensa. Ronaldinho não tem nenhuma restrição a não ser o cumprimento da reparação do dano social", disse o magistrado.

prb/js/aam

Escrito por:

AFP