Publicado 25 de Agosto de 2020 - 14h43

Por AFP

A embaixada americana em Moscou pediu nesta terça-feira (25) às autoridades do país para realizar uma "investigação imediata" sobre o suposto envenenamento do líder da oposição russa Alexei Navalny, que encontra-se hospitalizado e em coma na Alemanha após ser transferido da Rússia.

A tese de envenenamento apresentada pelos médicos alemães que avaliaram seu caso "torna necessária uma investigação imediata, completa e transparente por parte das autoridades russas", declarou o embaixador dos Estados Unidos em Moscou, John Sullivan, mencionado no Twitter por sua porta-voz, Rebecca Ross.

Sullivan também pediu "a exigência da responsabilização dos encarregados por esse ato", afirmou a porta-voz.

O número dois da diplomacia americana, Stephen Biegun, de visita a Moscou nesta terça-feira, também se declarou "profundamente preocupado" com a saúde de Nalvany e com o "impacto na sociedade civil russa" desse possível envenenamento.

pop/apo/lpt/jz/mb/bn/cc

Escrito por:

AFP