Publicado 25 de Agosto de 2020 - 12h13

Por Estadão Conteúdo

Banco Central (BC), Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e Procuradoria-Geral da Fazenda (PGF) lançaram nesta terça-feira, 25, um novo sistema para busca de ativos do Poder Judiciário (Sisbajud).

De acordo com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, o novo sistema permitirá que ordens judiciais sejam transmitidas diretamente ao sistema financeiro, sem ter que passar pelos sistemas do Banco Central.

"De forma totalmente digital e sem interferência humana, extratos de conta, cartões de crédito, contratos e cópias de cheques serão obtidas pela Justiça. Espera-se, portanto, maior celeridade do cumprimento de ordens judiciais", afirmou Campos Neto.

Escrito por:

Estadão Conteúdo