Publicado 25 de Agosto de 2020 - 8h52

Por AFP

Quase 2.000 militares serão mobilizados para rastrear os casos de coronavírus na Espanha, onde a evolução da pandemia é "preocupante", anunciou nesta terça-feira (25) o primeiro-ministro Pedro Sánchez.

Como parte do dispositivo para reforçar a luta contra a epidemia, Sánchez anunciou que o governo colocará os militares à disposição das 17 regiões do país, que têm competência em questões de saúde, "para os trabalhos de rastreamento".

avl/mg/bl/fp

Escrito por:

AFP