Publicado 21 de Junho de 2020 - 9h52

Por AFP

Ao menos 10 policiais ficaram levemente feridos e várias lojas foram saqueadas nos distúrbios registrados na madrugada de domingo na cidade alemã de Stuttgart entre manifestantes e as forças de segurança.

Um político do Partido Social-Democrata, Sascha Binder, descreveu os distúrbios como "cenas dignas de uma guerra civil" e "combates de rua" e pediu esclarecimentos sobre as circunstâncias da violência.

Os incidentes explodiram após uma operação policial sobre um caso de entorpecentes em uma área onde estavam concentrados quase 500 jovens.

Os jovens, muitos com os rostos cobertos, "destruíram viaturas policiais estacionadas e quebraram os vidros com barras de ferro e outros objetos. Também atiraram pedras e tijolos contra outros veículos das forças de segurança", afirma a polícia em um comunicado.

Vinte pessoas foram detidas.

Os agressores quebraram as vitrines das lojas e saquearam algumas, principalmente em uma das principais ruas comerciais da cidade, como mostram vídeos divulgados nas redes sociais.

O canal de televisão público local SWR mencionou uma joalheria, um restaurante de fast food e uma loja de telefones celulares.

Com o envio de reforços, a polícia conseguiu controlar a situação durante a madrugada.

ylf/af/es

Escrito por:

AFP