Publicado 21 de Junho de 2020 - 9h52

Por AFP

Uma campanha financiada pelo governo da Nova Zelândia, na qual dois atores pornô nus comparecem à casa de uma mãe de família para explicar que seus vídeos on-line não são a melhor educação sexual para seu filho, se tornou viral.

Com uma toalha no cabelo e uma xícara de chá na mão, a mãe escuta com interesse a atriz e o ator que, na porta da residência, comentam que perceberam que seu filho os assistia em vários dispositivos de tela. Eles explicam que seus vídeos são destinados a adultos e que não representam a realidade.

A mãe chama o filho, que leva um susto ao observar os dois visitantes completamente nus, e afirma que precisa conversar sobre "a diferença entre o que ele vê na internet e as relações na vida real".

Uma porta-voz do governo neozelandês explicou que o vídeo "Keep it real online" é parte de uma campanha mais ampla para sensibilizar os pais sobre os perigos da internet para os filhos, pela pornografia, o recrutamento de menores para fins sexuais ou o assédio.

"A recepção desta campanha foi enorme", disse à AFP. "Na primeira semana e meia, os anúncios foram vistos 11 milhões de vezes na internet".

O vídeo sobre pornografia foi assistido quase dois milhões de vezes no YouTube.

"O anúncio pretende chamar a atenção sobre o fato de que muitos jovens aprendem sobre sobre sexo com a pornografia", explicou.

"Isto pode ser problemático para os mais jovens e envia mensagens negativas sobre consentimento, imagem do corpo e sexo para os adolescentes", completa.

hr/jac/plh/jvb/es/fp

Escrito por:

AFP