Publicado 21 de Junho de 2020 - 9h32

Por AFP

Os separatistas do Conselho de Transição do Sul (STC) do Iêmen assumiram o controle da ilha estratégica de Socotra, na costa de Aden, no Oceano Índico, que estava sob controle de formas pró-governo.

A operação aprofunda a crise entre o governo e os separatistas do sul do Iêmen que não conseguem implementar um acordo de divisão do poder nas zonas que não estão sob controle dos rebeldes huthis, que administram boa parte do norte do Iêmen, incluindo a capital Sanaa.

O STC anunciou que começou a implementar a autonomia de Socotra. Os separatistas, com base em Aden, proclamaram a autonomia do sul em 26 de abril, após o fracasso do acordo de paz com o governo, complicando o conflito neste país devastado por mais de cinco anos de guerra.

O STC e o governo são, a princípio, aliados na coalizão militar liderada desde 2015 pela Arábia Saudita contra os rebeldes huthis, apoiados pelo Irã.

A guerra dentro da guerra complicou ainda mais um conflito que, em cinco anos, deixou dezenas de milhares de mortos e provocou, segundo a ONU, a pior crise humanitária da atualidade.

faw/mh/aem/on/af/es/fp

Escrito por:

AFP