Publicado 20 de Junho de 2020 - 19h12

Por AFP

O governo da União Nacional (GNA) na Líbia rejeitou neste sábado (20) uma possível intervenção egípcia na guerra civil que está ocorrendo no país, depois que o presidente egípcio Abdel Fattah Al Sisi evocou essa alternativa.

"Rejeitamos completamente o que Sisi disse e consideramos um prolongamento da guerra contra o povo líbio, uma interferência nos assuntos líbios e uma perigosa ameaça à segurança nacional", disse Mohamed Amari Zayed, membro do conselho presidencial da GNA, reconhecido pelas Nações Unidas.

rb/hkb/cm/jz/eg/lca

Escrito por:

AFP