Publicado 20 de Junho de 2020 - 14h22

Por AFP

O Chile anunciou neste sábado um balanço de 7.144 vítimas fatais da COVID-19 ao incluir na contagem oficial as mortes prováveis associadas à doença e não apenas aquelas confirmadas com um exame de PCR.

O número de mortes prováveis atribuídas ao coronavírus pelo Departamento de Estatísticas e Informação de Saúde (DEIS) subiu a 3.069, informou em uma entrevista coletiva o diretor da instituição, Rafael Araos, ao divulgar publicamente pela primeira vez este registro, revelado na semana passada pelo centro de investigação jornalística CIPER e que antecedeu o pedido de demissão do então ministro da Saúde, Jaime Mañalich.

Os casos prováveis se somam aos 4.075 óbitos comprovados com exame de PCR, o que resulta em um total acumulado de 7.144 mortos desde o primeiro caso de coronavírus reportado no país em 3 de março.

pa/pb/dga/fp

Escrito por:

AFP