Publicado 20 de Junho de 2020 - 12h52

Por AFP

Um juiz dos Estados Unidos se recusou neste sábado a impedir a venda de um livro no qual um ex-assessor de Segurança Nacional do presidente Donald Trump o descreve como corrupto e incompetente.

Com os exemplares já enviados para as livrarias, o juiz Royce Lambert escreveu na sentença que o ex-assessor John Bolton parece não ter cumprido sua obrigação de não divulgar assuntos confidenciais, mas não gerou prejuízos ao país.

"Embora a conduta unilateral de Bolton levante sérias preocupações de segurança nacional, o governo não conseguiu estabelecer que uma liminar é um remédio apropriado", escreveu o juiz.

dw/gm/gfe/fp

Escrito por:

AFP