Publicado 20 de Junho de 2020 - 8h12

Por AFP

A ativista sueca do clima Greta Thunberg afirmou que o mundo superou um "ponto de inflexão social" com questões como o movimento contra o racismo ou sobre a mudança climática, em una entrevista à BBC News.

"Não podemos seguir varrendo estas coisas para debaixo do tapete, estas injustiças", disse a adolescente de 17 anos sobre o movimento posterior à morte de George Floyd, um afro-americano que faleceu em uma ação da polícia nos Estados Unidos.

"Parece que passamos algum tipo de ponto de inflexão social no qual as pessoas começam a perceber que não podemos continuar olhando para o outro lado", completou.

Thunberg disse que "as pessoas estão começando a encontrar sua voz, a entender que realmente podem ter um impacto".

A ativista, que virou porta-voz e símbolo do movimento da juventude na luta contra a mudança climática, iniciou a campanha "greves contra o clima".

spe/lb/pc/af/fp

Escrito por:

AFP