Publicado 19 de Junho de 2020 - 9h43

Por AFP

Os 15 milhões de habitantes da cidade de Chennai, no sul da Índia, foram confinados novamente nesta sexta-feira (19) diante do avanço da pandemia do novo coronavírus na Índia.

Esta medida é o primeiro recuo no processo de desconfinamento neste país de mais de 1,3 bilhão de habitantes.

No início deste mês, Nova Délhi havia praticamente eliminado o confinamento draconiano imposto em todo país no final de março para conter a expansão da COVID-19.

Dada a persistente virulência da epidemia, o estado de Tamil Nadu, no sul, ordenou que a população da capital regional Chennai e de distritos vizinhos fosse confinada por 12 dias, a partir desta sexta-feira.

Somente lojas essenciais, como supermercados ou postos de gasolina, poderão abrir, e apenas entre 6h e 14h. Os habitantes não podem se deslocar para além de um raio de dois quilômetros ao redor de sua casa, exceto em casos de emergência médica.

Tamil Nadu, Maharashtra e Délhi fazem parte das regiões indianas mais afetadas pela pandemia, que não mostra sinais de remissão no segundo país mais populoso do planeta.

Até o momento, a Índia registra mais de 13.600 novos casos de contágio em 24 horas, elevando o total oficial para 380.532 infecções e 12.573 mortes. Para muitos especialistas, esses números não representam a realidade, que seria ainda mais grave.

str-stu/amd/cac/af/zm/tt

Escrito por:

AFP