Publicado 19 de Junho de 2020 - 6h13

Por AFP

O novo coronavírus já estava presente nas águas residuais das cidades de Milão e Turim, norte da Itália, em dezembro de 2019, dois meses antes do registro oficial do primeiro paciente de COVID-19, afirma um estudo do Instituto Superior da Saúde.

Um comunicado do instituto explica que o estudo examinou 40 mostras de águas residuais coletadas entre outubro de 2019 e fevereiro de 2020.

"Os resultados, confirmados por dois laboratórios diferentes, com dois métodos distintos, confirmaram a presença de RNA", o ácido ribonucleico ou informação genética do SARS-Cov-2, nome do novo coronavírus, nas "mostras coletadas em Milão e Turim em 18 de dezembro de 2019", afirma o organismo.

ljm/hba/bl/zm/fp

Escrito por:

AFP