Publicado 18 de Junho de 2020 - 12h03

Por AFP

A Suprema Corte dos Estados Unidos se pronunciou nesta quinta-feira contra uma ordem executiva do presidente republicano Donald Trump que pretende acabar com um programa de proteção dos "dreamers", grupo de 700.000 jovens que chegaram ao país sem documentos acompanhando seus pais quando eram crianças.

O tribunal considerou que seria "arbitrário e caprichoso" acabar com o programa adotado pelo presidente democrata Barack Obama para dar proteção contra as deportações e permissões de trabalho aos jovens, principalmente procedentes da América Latina e muitos deles sem recordações de seus países de origem.

an/rsr/fp

Escrito por:

AFP