Publicado 17 de Junho de 2020 - 15h46

Por AFP

A Suécia ultrapassou os 5.000 mortos por coronavírus segundo o último balanço das autoridades de saúde divulgado nesta quarta-feira (17).

Nas últimas 24 horas, foram registradas 102 mortes por COVID-19, elevando o saldo da pandemia para 5.041 mortos e 54.562 casos confirmados.

O reino escandinavo, de 10,3 milhões de habitantes, optou por medidas menos draconianas do que o restante dos países europeus para conter a pandemia. Estimou que as medidas drásticas não eram eficazes o bastante para justificar seu impacto na sociedade. Essa decisão foi muito criticada.

Recentemente, mudou suas recomendações para as viagens não essenciais e permitirá aos suecos que se desloquem a 10 países europeus a partir de 30 de junho.

Segundo um balanço da AFP com base em fontes oficiais, a Suécia é hoje um dos países mais afetados pela pandemia, com 499,1 mortos por milhão de habitantes, atrás da Bélgica, Reino Unido, Espanha e Itália, e à frente da França.

A taxa de mortalidade registrada no reino nórdico é quase cinco vezes maior do que na vizinha Dinamarca e até onze vezes maior do que na Noruega.

Desde o início da crise de saúde, 2.322 pessoas foram internadas em unidades de terapia intensiva (UTI) na Suécia. No entanto, esse número aumenta muito lentamente (+5 nas últimas 24 horas).

hdy/map/af/bc/mb/aa/cc

Escrito por:

AFP