Publicado 17 de Abril de 2020 - 10h23

Por Alenita Ramirez

Fuga ocorreu na Vila Teixeira, após acusado desobedecer ordem da corporação para parar o veículo

Wagner Souza/AAN

Fuga ocorreu na Vila Teixeira, após acusado desobedecer ordem da corporação para parar o veículo

Uma perseguição policial acabou na morte de um homem suspeito de roubo na manhã de ontem, em Campinas. Durante a fuga pela Vila Teixeira, o homem perdeu a direção do carro e bateu contra um poste de iluminação. Ele ficou preso nas ferragens, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O dono do veículo, um analista de crédito de 41 anos, passava pelo local na hora do resgate e reconheu o homem como o autor do assalto, no dia anterior. O carro, um Citröen C3, teve perda total.

Fuga ocorreu na Vila Teixeira, após acusado desobedecer ordem da corporação para parar o veículo

A perseguição começou por volta das 7h20 na Avenida Lix da Cunha. Durante patrulhamentos, agentes da Polícia Militar (PM) identificaram o carro roubado, mandaram o motorista parar, mas ele fugiu. Na Rua Joaquim Vilac com a Barão de Monte Alegre, o motorista do carro perdeu a direção e bateu Foi chamado o resgate, mas o motorista não resistiu. Ele estava sem documentos e não foi identificado.

Coincidência

O dono do carro, que mora na região do Parque Prado, havia levado a filha no trabalho e voltava para casa quando deparou com a movimentação de policiais e o acidente. Ele parou o carro que dirigia, foi verificar e identificou o carro e o acusado. "Nem acreditei quando vi que o carro era o meu. Eu não sei o que deu em mim para passar por aquele local, naquele momento", contou o anlista de crédito.

O roubo foi por volta das 9h30 quando o analista de crédito, conversava com a mãe, em frente ao portão da casa dela, no Jardim Amazonas. Segundo a vítima, o suspeito chegou a pé e sob ameaça o fez entregar a chave do carro e a carteira.

Escrito por:

Alenita Ramirez