Publicado 17 de Abril de 2020 - 9h58

Por Da Agência Anhanguera

Campinas já soma 1.703 casos de dengue este ano

Divulgação

Campinas já soma 1.703 casos de dengue este ano

Campinas confirmou 1.703 casos de dengue neste ano, segundo levantamento da Secretaria Municipal de Saúde, divulgados nesta sexta-feira (17). Dados são até o último dia 13 de abril e mostram que a incidência é de 140 casos para cada 100 mil habitantes. Nenhuma morte foi registrada até o momento.

De acordo com o levantamento de dados de janeiro a 13 de abril de 2020, a região com maior número de casos é a Sudoeste, com 490, seguida pela Noroeste, com 463. As regiões Leste, Norte e Sul têm, respectivamente, 294, 277 e 170 confirmações. Há ainda nove registros que ainda não tiveram a localização identificada.

Os dados mostram que em toda a cidade há áreas de transmissão, alertando para a necessidade de intensificar o combate à dengue com a participação de toda a sociedade. Cada cidadão precisa fazer a sua parte, destinando corretamente os resíduos e evitando criadouros.

“O aumento no número de casos é esperado para essa época do ano. O pico é aguardado para abril, dentro da sazonalidade da dengue”, explica a Coordenadora do Programa Municipal de Controle de Arboviroses, Heloísa Malavasi, do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) da Prefeitura. “É o período mais crítico”, alerta, pedindo às pessoas que ajudem a controlar a transmissão eliminando os criadouros.

Dados epidemiológicos identificam que 80% dos criadouros estão dentro das casas. “Precisamos contar com a população contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, com cuidados dentro de casa, nos quintais e vistoriando e eliminando criadouros”, explica Malavasi. Ela chama atenção para locais como calhas, caixas d’água e os ralos em quintais e áreas internas pouco usadas, mas que podem acumular água e se tornar criadouros, além das floreiras, vasos e materiais descartáveis.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera