Publicado 20 de Abril de 2020 - 18h17

Por AFP

Os ministros austríacos vão doar um mês de seus salários a uma organização que combata contra o novo coronavírus, como demonstração de solidariedade com os muitos trabalhadores que perderam seus empregos pela pandemia, informou o governo nesta segunda-feira (20).

"Milhões de pessoas precisam apertar o cinto ou atravessam atualmente uma fase econômica difícil", explicou o chanceler conservador, Sebastian Kurz, a jornalistas em Viena.

"Nestes tempos incertos, queremos dar uma amostra de coesão", disse, destacando que cada salário líquido mensal seria doado a uma organização engajada na luta contra a pandemia.

O governo austríaco não deu detalhes sobre esta medida.

Segundo o último balanço desta segunda-feira, a COVID-19 matou 470 pessoas neste país de 8,8 milhões de habitantes, onde quase 900.000 pessoas estão em regime de desemprego parcial.

Sebastian Kurz chefia a Áustria em coalizão com os Verdes, que também consideram necessário "mostrar-se solidários" neste contexto de crise sanitária, segundo o vice-chanceler ecologista Werner Kogler.

bg/ayv/es/mvv

Escrito por:

AFP