Publicado 20 de Abril de 2020 - 17h47

Por AFP

O grupo de mídia português Global Media anunciou nesta segunda-feira (20) que vai adotar o mecanismo do desemprego parcial.

O proprietário de veículos como o "Diário de Notícias", o esportivo "O Jogo" e a rádio "TSF" enfrenta problemas financeiros causados pela pandemia.

Jornalistas terão sua jornada reduzida de 10% a 50%, dependendo do salário. Alguns funcionários vão paralisar totalmente suas atividades. Os trabalhadores colocados sob este mecanismo recebem um subsídio do governo para complementar a renda.

A expectativa do grupo é de que a medida permita a manutenção de seus quase 700 funcionários, de acordo com uma comunicado interno ao qual a AFP teve acesso.

A crise sanitária causou "uma redução drástica na renda, após uma redução maciça de investimentos em publicidade e uma queda violenta nas vendas de jornais", explicou o texto.

Uma semana antes, o diretor e o vice-diretor do "Diário de Notícias", o mais antigo jornal de Portugal, pediram demissão. Segundo a imprensa local, as renúncias foram em oposição à medida.

O governo português anunciou na sexta-feira sua intenção de antecipar investimentos em publicidade institucional, no valor de 15 milhões de euros, para ajudar o setor de mídia.

O Diário de Noticias, fundado em 1864, enfrenta dificuldades financeiras há vários anos. Em junho de 2018, o jornal deixou de ser publicado diariamente para focar em sua edição digital e sua versão em papel passou a circular apenas nos finais de semana.

tsc/pmr/bds/es/mb/jc/mvv

Escrito por:

AFP