Publicado 19 de Abril de 2020 - 15h37

Por Estadão Conteúdo

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, disse há pouco em entrevista à GloboNews que, apesar do isolamento social, o número de contaminados pelo coronavírus no Estado está aumentando. No entanto, de acordo com ele, se não fosse a quarentena os números seriam ainda maiores. "Se não houvesse a quarentena, em que números estaríamos hoje?", questionou o vice-governador. Para ele, esse pergunta que os críticos ao isolamento deveriam fazer.

De acordo com o vice-governador, os 30 dias de quarentena foram essenciais para que a rede de saúde se preparasse, a rede hospitalar, para que o poder público construísse hospitais de campanhas e comprasse equipamentos. Só de máscaras foram compradas 15 milhões para serem entregues até quinta-feira, afirmou.

"É importante a população entender que a quarentena tem como um de seus objetivos a preparação da rede de saúde. Até março São Paulo tinha 3 mil leitos de UTI e do começo da quarentena até agora foram acrescido mais 1,5 mil leitos de UTI à rede hospitalar. Construímos hospitais de campanha", disse o vice-governador.

Escrito por:

Estadão Conteúdo