Publicado 17 de Abril de 2020 - 7h18

Por AFP

A Bélgica superou a barreira de 5.000 mortes provocadas pelo novo coronavírus, anunciaram nesta sexta-feira as autoridades de saúde do país com 11,5 milhões de habitantes.

O balanço de vítimas fatais subiu para 5.163 na Bélgica, com 313 óbitos nas últimas 24 horas. O país também registrou mais 1.329 casos, o que elevou o total de contágios a 36.138.

O doutor Emmanuel André, um dos porta-vozes do ministério da Saúde, afirmou que metade das mortes aconteceu em casas de repouso, mas informou que o balanço também inclui "casos suspeitos".

Diante da elevada taxa de mortalidade por milhão de habitantes na Bélgica, o governo teve que defender na quarta-feira seu sistema de contabilização, que inclui os casos suspeitos mas não confirmados.

A primeira-ministra belga, Sophie Wilmès, prolongou as restrições de deslocamento no país até 3 de maio. Os belgas estão convocados a permanecer em casa, exceto os que não podem recorrer ao teletrabalho.

As saídas para caminhar, praticar esportes ou fazer compras estão autorizadas, com o respeito ao distanciamento social. A partir de segunda-feira, as lojas de material de construção poderão abrir as portas, como já acontece com supermercados e farmácias.

tjc/bl/fp

Escrito por:

AFP