Publicado 17 de Abril de 2020 - 1h17

Por AFP

Um voo humanitário com 275 passageiros - a maioria espanhóis - que estavam retidos na Venezuela devido à epidemia de COVID-19, partiu nesta quinta-feira rumo a Madri, informaram as autoridades em Caracas.

O voo charter, coordenado por vários países europeus, decolou na tarde desta quinta do Aeroporto Internacional de Maiquetía, na região de Caracas, levando viajantes que estavam na Venezuela a "negócios ou visitando familiares", revelou a representação da União Europeia.

Entre os passageiros de 21 nacionalidades havia "mais de 100" espanhóis ou residentes na Espanha, disse Jesús Silva, embaixador da Espanha na Venezuela, em vídeo no Twitter.

O grupo ficou retido na Venezuela com a decisão do governo de Nicolás Maduro, em março, de suspender os voos procedentes e para o exterior diante da pandemia de coronavírus.

A Venezuela tem oficialmente 204 casos e nove óbitos por COVID-19.

atm/lr

Twitter

Escrito por:

AFP