Publicado 16 de Abril de 2020 - 20h47

Por Estadão Conteúdo

A demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, levou a bancada do PSOL na Câmara a fazer denúncias à Organização Mundial de Saúde (OMS) e também à Organização das Nações Unidas (ONU). Os parlamentares alegam descontinuidade de gestão em plena pandemia e uma tentativa do presidente Jair Bolsonaro de contrariar as medidas indicadas por autoridades sanitárias nacionais e internacionais no combate e prevenção ao novo coronavírus.

Além disso, os deputados do partido também protocolaram nesta tarde um pedido para que o novo chefe da pasta, Nelson Teich, seja convocado pela Câmara. A bancada quer que ele preste esclarecimentos, por meio de sessão virtual, sobre as circunstâncias de sua nomeação.

Escrito por:

Estadão Conteúdo