Publicado 16 de Abril de 2020 - 20h07

Por AFP

A polícia de Nova Jersey encontrou nesta semana 17 corpos empilhados em um lar de idosos afetado pela pandemia do novo coronavírus, um amostra macabra de como a doença afeta estas residências, que abriga uma população extremamente vulnerável.

Segundo o "New York Times", após uma pista anônima sobre um cadáver em um galpão, a polícia encontrou 17 corpos no pequeno necrotério do estabelecimento Andover Sub-Acute and Rehabilitation Unit, uma das maiores casas de repouso de Nova Jersey, com capacidade para quatro corpos.

A polícia da pequena localidade de Andover, a cerca de 100 km de Nova York, não confirmou os números. O estabelecimento reportou recentemente 68 mortos no local, incluindo estes 17. Entre eles, 26 eram de pessoas com Covid-19, segundo o jornal.

"Os funcionários estavam claramente esgotados, e provavelmente eram poucos", disse à CNN Eric Danielson, chefe da polícia local.

"Meu coração está destruído", publicou o governador de Nova Jersey, Phil Murphy, em sua conta no Twitter. "Estou em choque por terem autorizado que os corpos fossem empilhados em um necrotério improvisado." O governador pediu à Justiça que investigue o caso.

A polícia de Andover publicou no Facebook um comunicado em que diz que um dos donos da residência, Chaim Scheinbaum, reconheceu ter "problemas de atrasos e horários noturnos no fim de semana, que contribuíram para a presença de mais corpos do que o habitual" no necrotério. Segundo ele, o local pode alojar até 12 corpos, e em nenhum momento houve mais de 15.

Segundo o Times, entre os pacientes que permanecem no lar, 76 são portadores do vírus, bem como 41 funcionários.

De acordo com o canal NBC , a epidemia já causou a morte de mais de 5,6 mil pessoas em casas de repouso, de um total de 32 mil óbitos em todo o país.

cat/lbc/dg/lb

Escrito por:

AFP