Publicado 16 de Abril de 2020 - 15h57

Por Estadão Conteúdo

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse nesta quinta-feira, 16, que o Plano Mansueto original será resgatado em algum momento na Câmara dos Deputados após passada a pandemia do coronavírus. Mansueto participa neste momento de uma transmissão ao vivo organizada pela Necton Investimentos.

De acordo com ele, o Plano Mansueto nasceu com o objetivo de propiciar aos Estados e municípios que não se credenciavam para tomar empréstimos da União pudessem ter acesso ao crédito, desde que cumprissem algumas condições impostas pelo governo federal, como, por exemplo, fazer ajustes fiscais.

Mas com a pandemia, disse Mansueto, não há como exigir dos governadores e prefeitos que promovam ajustes fiscais. "Governadores não conseguem agora pensar em ajuste fiscal. Por isso o Plano foi substituído por ajuda emergencial. Mas vamos resgatar o Plano original em algum momento na Câmara dos Deputados", disse Mansueto.

O secretário disse que pensar em ajuste fiscal agora não faz sentido porque o cenário de curto prazo é muito incerto e não se sabe a duração do lockdown. Contudo, ponderou Mansueto, o Brasil começou o lockdown na fase inicial do contágio do coronavírus, o que é uma vantagem.

Escrito por:

Estadão Conteúdo