Publicado 05 de Março de 2020 - 10h37

Por Gustavo Magnusson

Ex-Corinthians, Ralf também está na mira de Cruzeiro e Chapecoense

Divulgação

Ex-Corinthians, Ralf também está na mira de Cruzeiro e Chapecoense

Bastante pressionada pela torcida, que protestou ontem no CT Jardim Eulina, a diretoria da Ponte Preta busca reforçar o elenco para a reta final da primeira fase do Campeonato Paulista. O clube tem até amanhã para inscrever novos jogadores na competição. Neste momento, a Ponte conta com 24 atletas inscritos na lista A do torneio — o limite máximo é de 26.

Com duas vagas em aberto, a Ponte Preta corre contra o tempo para acertar a contratação do volante Ralf, ex-Corinthians. A negociação teve início no começo desta semana. O clube apresentou duas propostas para os representantes do atleta de 35 anos, mas enfrenta a concorrência de outros clubes da Série B como Cruzeiro e Chapecoense. O empresário de Ralf, André Costa, é o mesmo do atacante Marquinhos, que defendeu a Macaca no ano passado por empréstimo do Corinthians.

No fim do último mês de janeiro, Ralf rescindiu contrato com o Timão após 437 jogos, 10 gols e 8 títulos com a camisa do clube alvinegro ao longo de oito temporadas. Conhecido pela marcação agressiva, Ralf serviria como uma peça de reposição de luxo após a saída do jovem volante Camilo, de 21 anos, que se transferiu para o Lyon, da França, na última janela de transferências. A transação rendeu 2 milhões de euros aos cofres da Ponte. Outro alvo do clube, o meia Marlon, do Fortaleza, estava com a situação encaminhada, mas o técnico Rogério Ceni vetou sua transferência para Campinas.

Mesmo que consiga trazer e inscrever reforços até amanhã, o destino da Ponte Preta no Campeonato Paulista continua essencialmente nas mãos do atual grupo de jogadores, já que não haverá mudanças substanciais até pelo menos o início da Série B. "Ninguém está feliz com a situação da Ponte Preta. Está doendo em todo mundo, mas somos nós que vamos dar a volta por cima. A Ponte Preta é um time grande onde sempre vai haver pressão.

Estamos vivendo um momento muito ruim no Campeonato Paulista, mas acredito que esta pressão vai ser encarada da melhor forma. Estamos nos cobrando e vamos dar a volta por cima. Vamos ter essa semana para trabalhar para fazer grande jogo na segunda, buscando a vitória", afirmou o zagueiro Henrique Trevisan, referindo-se ao jogo contra o Red Bull Bragantino.

Escrito por:

Gustavo Magnusson