Publicado 08 de Março de 2020 - 17h55

Por AFP

O governo francês proibiu as concentrações de mais de mil pessoas, em uma tentativa de frear a propagação do coronavírus, anunciou neste domingo o ministro da Saúde, Olivier Véran.

"Todas as reuniões de mais de mil pessoas ficam proibidas", disse Véran ao fim de uma reunião do Conselho de Defesa no palácio presidencial do Eliseu.

Neste domingo, a França superou a barreira simbólica de mil contágios, chegando a 1.126 casos confirmados, com 19 mortes pela epidemia.

O anúncio deve ter consequências importantes no mundo dos esportes e entretenimento.

As autoridades já estão multiplicando cancelamentos de eventos como a Feira do Livro, programada de 20 a 23 de março ou a World Tattoo, programada de 13 a 15 de março em Paris.

"Nossa prioridade é fazer tudo o que for possível para impedir a circulação do vírus no território nacional", afirmou o ministro.

"A epidemia não afetou, neste momento, todo o país, mas está progredindo em certos territórios onde a atividade viral é muito dinâmica", disse Véran.

Até agora, o governo tinha proibido reuniões de mais de 5 mil pessoas.

may/ial/dlm/eg/mb/eg/ll

Escrito por:

AFP