Publicado 08 de Março de 2020 - 12h05

Por AFP

O desmoronamento de um hotel na China transformado em centro de quarentena contra o coronavírus deixou pelo menos dez mortos - informa no balanço divulgado neste domingo (8) pelo Ministério de Gestão de Emergências.

Das 71 pessoas que estava no hotel no momento do desabamento, 48 foram resgatadas dos escombros - dez já sem vida. Outras 23 continuam desaparecidas.

Hoje, equipes de resgate continuavam as buscas por sobreviventes. Imagens divulgadas nas redes sociais mostravam os socorristas trabalhando na escuridão entre os escombros do hotel Xinjia.

Nos vídeos, os socorristas aparecem retirando destroços e tentando tranquilizar uma mulher presa sob o concreto, enquanto as ambulâncias retiravam os feridos.

O hotel Xinjia caiu por volta das 19h30 locais (8h30 de Brasília). Com 80 quartos, o estabelecimento inaugurado há apenas dois anos.

Recentemente, foi transformado em um ponto de acolhida e de quarentena para pessoas que tiveram contato com pacientes contaminados pelo novo coronavírus Covid-19. A cidade costeira de Quanzhou registrou 47 casos da doença.

As autoridades de Fujian enviaram 150 trabalhadores para o local para ajudarem nas tarefas de resgate, de acordo com a emissora de televisão CCTV.

Quedas de prédios são comuns na China, onde o crescimento rápido e a vigilância inadequada da construção induzem empreiteiras a padrões de segurança mais baixos.

Pelo menos 20 pessoas morreram em 2016, quando vários prédios com falhas estruturais desabaram na cidade de Wenzhou (leste). Outro prédio que estava sendo reformado em Xangai no ano passado também caiu, deixando dez mortos.

gle/ft/jz/eg/ll/tt

Escrito por:

AFP