Publicado 07 de Março de 2020 - 9h17

Por AFP

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, ordenou que os guardas costeiros impeçam que os migrantes atravessem o mar Egeu, informou a imprensa turca.

"Por ordem do presidente (...) nenhum migrante será autorizado a atravessar o mar Egeu devido aos riscos implicados", afirmou o corpo de guardas costeiros citado pela agência de informação Anadolu.

"A prática de não intervir contra migrantes que desejavam deixar a Turquia se mantém, mas esta nova decisão se aplica aos que atravessam o mar, devido aos riscos de que isso representa", acrescentou.

Os guardas costeiros turcos afirmaram que na quinta-feira 97 migrantes foram resgates depois que "a parte grega desinflou três botes, deixando-os meio afundados no meio do mar".

Depois que Erdogan anunciou, em 28 de fevereiro, que abriu as fronteiras da Turquia para a UE, milhares de migrantes partiram para a Grécia, o que fez lembrar da onda migratória de 2015, embora outros tenham tentado fazê-lo por via marítima.

Erdogan acusou a Grécia na quarta-feira de usar "todos os meios para impedir que os migrantes entrem em seu território", atirando contra eles com ou tentando afogá-los.

raz/jhd/zm-me/jvb/ll

Escrito por:

AFP