Publicado 06 de Março de 2020 - 17h47

Por AFP

A editora Hachette anunciou nesta sexta-feira (6) que não publicará a autobiografia do diretor de cinema americano Woody Allen, cujo lançamento estava previsto para o próximo 7 de abril, após receber uma série de críticas.

"A Hachette Book Group decidiu que não publicará as memórias de Woody Allen, intitulada "A Propos of Nothing"" e "devolverá todos os direitos ao autor", disse Sophie Cottrell, porta-voz da editora, em e-mail enviado à AFP.

Allen foi acusado de ter abusado sexualmente de sua filha adotiva Dylan Farrow quando ela tinha sete anos. O cineasta nega a acusação.

cat-lbc/ll/bn/mvv

Escrito por:

AFP