Publicado 06 de Março de 2020 - 16h27

Por AFP

A Boeing cometeu erros e escondeu informações sobre o 737 MAX, enquanto os organismos reguladores não conseguiram fazer uma supervisão adequada, levando a uma aeronave "essencialmente falha", afirmou um comitê do Congresso dos Estados Unidos nesta sexta-feira (6).

O relatório preliminar do Comitê de Transporte da Câmara critica a gestão da Boeing e da Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) e pede mudanças.

"O fato de diversos erros técnicos de design e erros de certificação foram considerados "compatíveis" pela FAA indica a necessidade crítica de reformas legislativas e regulatórias", afirma o documento, classificando esta aeronave como "essencialmente falha e insegura".

hs/cs/ll/mvv

Escrito por:

AFP