Publicado 06 de Março de 2020 - 12h07

Por Estadão Conteúdo

O governo federal espera fazer em meados de 2021 o novo leilão do Aeroporto de Natal, que terá a concessão devolvida pela Inframerica, afirmou ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) o secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Saggioro Glanzmann. A empresa anunciou na quinta-feira, 5, que apresentou à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) o processo de devolução do terminal, que opera desde 2014.

O aeroporto foi o primeiro do Brasil a ser transferido para a iniciativa privada, o que ocorreu em 2011, e o primeiro aeroporto federal a ser construído do zero pelo setor privado.

Pelo contrato, a Inframerica teria de operar o terminal até 2039.

Glanzmann também afirmou que a secretaria já vinha acompanhando o caso de perto, e que a ideia agora é caminhar rapidamente com o processo de relicitação, modernizando a modelagem de acordo com as inovações regulatórias das últimas rodadas de concessão.

Neste ano, o governo realiza a 6ª rodada de concessões aeroportuárias, com 22 ativos, e mais uma última rodada até 2022. "A ideia é caminhar rápido com o processo, modernizar toda a modelagem com as inovações regulatórias das últimas rodadas e fazer o novo leilão em meados de 2021", disse.

Outro aeroporto que passa pelo processo de devolução, o de Viracopos, também tem previsão de ser leiloado novamente no próximo ano.

O secretário ainda afirmou que, por ser da primeira rodada de concessões, a modelagem atual do Aeroporto de Natal é defasada. "Foi a nossa primeira rodada. A modelagem é ruim, defasada. Temos muita coisa para melhorar. Com nova modelagem o ativo é bom. Vai dar um leilão bem competitivo. Muita gente boa vai querer participar", pontuou.

Escrito por:

Estadão Conteúdo